sábado, 28 de dezembro de 2013

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

"Amizade"


“Amizade”, palavra que significa tanta coisa. Tantos momentos bons, maravilhosos, divertidos e outros nem por isso. Por vezes sinto que não sou bem-vinda. Sinto que as pessoas com quem quero estar, não sentem o mesmo em relação a mim. Já me senti colocada de lado tantas vezes, que chego a me habituar. Sei que não devia de ser assim, mas é a minha maneira de ser. Não me importo, mas um dia vai cair a última gota de água, e não sei o que pode acontecer. Não quero correr o risco de perder ninguém, mas também não vou deixar que seja esquecida quando outras pessoas mais interessantes que eu apareçam e depois só me procurem quando algo correr mal e não tiverem mais ninguém.
More Love! More Smiles!

sábado, 14 de dezembro de 2013

Agora, o que mais me dói, foi ter-te conhecido.

Será errado sentir tudo o que sinto ao te ver depois de todo este tempo?
Mesmo sabendo que não sentias por mim o mesmo que eu sentia por ti, sempre tive esperança que um dia tal coisa acontecesse, mas todos estes anos passaram, e a única coisa que recebi de ti foi ignorância. Passares por mim… olhares para mim… e nada. Absolutamente nada!
Neste momento as lágrimas escorrem-me pelo rosto sem quererem parar. Acho que as guardei demasiado tempo dentro de mim. Tal como te guardo a ti. Está na hora! Eu sei que está. Tenho que deixar-te para trás e seguir em frente.
Não é fácil! Mas, também, como poderia ser? Como poderia ser fácil esquecer a pessoa com quem aprendemos o que é amar, mesmo não tendo estado juntos. Não foi preciso estar contigo para tal. A única coisa que queria era que estivesses feliz, mesmo que não fosse comigo. Sempre ouvi dizer que isso é amar de verdade, e concordo.
Agora, o que mais me dói, foi ter-te conhecido.

More Love! More Smiles!




quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Um dia irei descobrir

Por vezes acho que não encontrarei aquela pessoa que diga que me ama mais do que qualquer coisa e que só será capaz de amar os nossos filhos ainda mais. Aquela pessoa que me diga que sou dela e ela minha e de mais ninguém. Aquela pessoa que não consiga viver sem mim e eu sem ela. Custa a acreditar que tal coisa exista. Algo tão maravilhoso. Tão mágico, que até parece saído de um conto de fadas. Um dia irei descobrir.

More Love! More Smiles!


quarta-feira, 27 de novembro de 2013

"Saudade"

"Saudade é amar um passado que ainda não passou. É recusar um presente que nos magoa. É não ver o futuro que nos convida."



terça-feira, 19 de novembro de 2013

"One day at a time"

E quando assim do nada bate aquela saudade? Saudade de coisas que já não deviam ser tão importantes para mim. Coisas que foram vividas e deveriam ficar enterradas no passado. 
Sim, foram momentos fantásticos e ainda bem que os vivi, mas agora, apesar de todos os sorrisos, só me trazem melancolia, porque sei que não tiveram significado nenhum.
Por enquanto, vou vivendo um dia de cada vez até esta saudade e estas recordações ficarem de uma vez por todas longe de mim. 
More Love! Lore Smiles!


segunda-feira, 11 de novembro de 2013

"Tudo que eu faço, me lembra você." (Avril Lavigne)

Vamos fugir para um mundo só nosso?

Impossible - James Arthur


Made in the USA - Demi Lovato


Acorrentada ao passado

Sinto que estou acorrentada ao passado. Não me consigo livrar dele de forma alguma. Basta uma musica, um lugar, uma palavra, uma imagem, simples coisas do meu dia-a-dia, para me transportar para outra dimensão. Dimensão esta que já não existe. Acho que só não me consigo livrar do meu passado por ter medo do futuro. Por ter medo do que ele me pode trazer. Ou então... porque simplesmente não quero. Porque fui feliz apesar de tudo.

Incertezas

" Incertezas. Quem não as têm?
Eu tenho! Estou cheia de dúvidas e não tenho resposta para nenhuma. Sinto que estou no meio de uma tempestade de sentimentos. Tenho receio do futuro e do que me espera o amanhã..."

O amor perfeito

"Quando estamos com a pessoas que amamos, na maioria das vezes, somos rodeados por uma paz e uma felicidade que não é possiver descrever. O carinho, o amor, a paixão que sentimos faz com que tudo o resto desapareça e fiques apenas tu e ele(a).
Aquele primeiro beijo será sempre recordado como o momento perfeito, no lugar perfeito, com a pessoa perfeita. Será como um sonho! Para alguns, um sonho já realizado, para outros, não deixa de ser mesmo isso...
Mas não deixem de sonhar com o amor perfeito. Podem pensar que ele não existe, mas quando se ama de verdade, por muitos defeitos que a pessoa ou a relação tenha, será exatamente isso... o amor perfeito!"

A fotografia permite-me voltar ao passado

Mais Amor para mais...

Constrói o teu próprio conto de fadas. Be happy! More Love! More Smiles!

Por vezes sinto-me perdida, sem saber que rumo seguir.

Katy Perry - Roar


Festa de Halloween – Atuação Assustadora

- Vamos lá Luana – incentivava a Marta - Sai do carro. O pessoal da banda já está à tua espera.
- Nem acredito que vou mesmo fazer isto – disse saindo do carro – Só posso estar maluca.
- Oh! – murmurou ela – Ninguém te vai reconhecer com essa máscara.
- A sorte é essa – disse com um pouco de receio que não tivesse assim tanta sorte.
Depois de mais uma dose de incentivo da minha melhor amiga decidi-me a segui-la até à entrada da festa. Por cima da porta tinha um cartaz com letras vermelhas que dizia “ Casa Assombrada”. No chão havia umas abóboras com velas dentro a tentar iluminar o caminho, mas mal se via. Na porta havia teias de aranha falsas. Tanto eu como a Marta estávamos curiosas para ver a decoração no interior. Ela puxou a porta revelando um rapaz alto vestido de mordomo com um olhar bastante assustador, tenho que admitir.
- Boa noite meninas – disse com uma voz grossa – Espero que tenham a noite mais divertida, ou assustadora, da vossa vida. Rezem para que não seja a última.
Eu e a Marta olhamos uma para a outra no momento em que ele tentava fazer uma gargalhada assustadora e desatamos a rir. Sem dúvida bastante assustador.
Seguimos uma espécie de corredor com mais abóboras a tentar iluminar o caminho. Praticamente iamos aos tropeções, mas lá conseguimos chegar ao final sem cairmos.
- Uau – murmurou Marta – Não pensei que estivesse tão giro.
Olhei em volta concordando com ela. Havia no teto decorações de bruxas que baloiçavam, parecendo que estavam a voar. As paredes estavam cheias de esqueletos, teias de aranha, entre outras coisas arrepiantes. A Marta avançou para junto do palco e eu segui-a, tropeçando em caveiras que estavam espalhadas pelo chão. Havia montes de pessoas. Havia zombies, vampiros, diabos, corcundas, múmias, fantasmas, bruxas e muito mais. Quando chegamos perto do palco vi quatro rapazes vestidos de preto, com uma máscara branca que tinham apenas espécies de lágrimas vermelhas, ou seja, parecendo lágrimas de sangue. As máscaras tapavam toda a cara. Eram os rapazes da banda. Eu sabia-o porque hoje iria fazer parte deles. A minha máscara era igual e estava vestida como eles, à exceção de que eu estava a usar um vestido de alças preto até aos pés.  
- Finalmente – disse o Rui quando me viu. Sabia que era ele porque praticamente crescemos juntos e era o meu melhor amigo. Conhecê-lo-ia ao longe só pele seu andar.
- Olá para ti também Rui – implicou Marta que tinha um fraquinho bem grande por ele desde sempre. – Obrigada pelo elogio. Também estás muito bonito.
- Obrigado Marta – respondeu-lhe provocando-a, como sempre faz. Olhou-a até aos pés, vendo o que vestia. – És uma bruxa! Porque é que não estou admirado?
- Bah – disse vendo que ela lhe ia responder. Conhecendo-os como conheço, nunca mais saiam dali. O que não seria mau. Assim não iria haver concerto e eu não teria que cantar em frente a toda aquela gente. Porque é que o vocalista deles tinha que ficar doente logo hoje? Porque é que o Rui era o meu melhor amigo e sabia que eu gostava de cantar? E segundo ele, cantar bem. Sempre tive vergonha de cantar em público porque acho que a minha voz não presta, mas o Rui armou-me uma cilada e os colegas da banda ouviram-me cantar e gostaram. Agora estou aqui, prestes a subir ao palco.
- Luana – chamou-me o traidor do meu melhor amigo – já nos chamaram. Vamos.
- O quê? – disse quase gritando de tanto pânico.
- Tem calma – abraçou-me – Não te vão reconhecer. E não tens que ter medo. Tu cantas super bem. A tua voz é linda. – largou-me e retirou a máscara revelando o seu rosto rasgado num sorriso amigável e confiante. – Vai tudo correr bem. Eu confio em ti.

Ele confiava em mim, mas eu não. Nunca confiei. Respirei fundo tentando me livrar daqueles pensamentos assustadores, mas não estava a resultar. Voltei a respirar fundo e quando me apercebi estava no palco com o microfone na mão completamente paralisada. Olhei para a Marta e ela sorriu-me. Virei-me para o Rui que assentiu. Voltei a respirar fundo e a música começou. Era a música da Katy Perry, Roar. Uma das minhas preferidas do momento. Fechei os olhos tentado desligar-me do público e comecei a cantar. O medo prendia-me, mas como diz a música: “I got the eye of the tiger, a fighter, dancing through the fire/ 'cause I am a champion and you're gonna hear me roar/ Louder, louder than a lion/ 'cause I am a champion and you're gonna hear me roar/ Oh oh oh oh oh oh/ You're gonna hear me roar/ Oh oh oh oh oh oh/ You're gonna hear me roar”, soltei-me e tornei-me numa “campeã”. Quando dei por ela estava aos pulos no palco a cantar sem medo. As pessoas dançavam, cantavam comigo, gritavam, mas sobretudo, estavam a gostar. E eu sem dúvida estava a divertir-me como nunca me diverti antes. Acredito que toda a gente estava. À exceção do rapaz vestido de mordomo “assustador” que estava a olhar-me muito sério. Creepy!!

"Arrependimentos e erros são produzidos pelas lembranças." (Adele)

Se for para me perder "de amores", que seja a teu lado. Que seja contigo.


More Love! More Smiles!

OneRepublic - If I Lose Myself


"Amor antes... amor depois"

Gostava de um dia contar aos meus filhos que vivi uma linda história de amor com o pai deles. Que tudo começou quando ainda nenhum de nós sabia o que aquela palavra, "Amor", significava. Que era tudo tão puro. Simples. Que vivemos momentos inesquecíveis e fomos crescendo com aquele amor cada vez mais forte. Mais vivo. Infelizmente não terei essa sorte. Nem sei se alguma vez alguém teve. Mas não custa nada sonhar. More Love! More Smiles!

Love

Apresentação

Olá,
Sou a Cátia, tenho 19 anos e decidi criar este blog para partilhar convosco histórias ou textos que escrevo, entre outras coisas.
Espero que gostem.
More Love! More Smile!